.

domingo, 8 de abril de 2012

Rará milicada! É pegadinha do Malandro!!

Peguei vocês, né não? Acreditaram que a milicada tinha me calado! Rará! Pegadinha do Malandro! Nenhum militar nunca vai me calar, ainda mais em 2012. Se me matarem, primeiro, eu volto para puxar os pés deles, dos filhos e até dos netos deles. E mais: meus brothers estão com os contatos de todos e me garantiram que vão lhes aplicar uma tortura que os holandeses da antiguidade aplicavam aos católicos: um grande caldeirão é posto emborcado sobre o ventre nu da vítima; dentro dele são colocados grandes ratos vivos. O fogo aceso em cima dos caldeirões enlouquece os ratos, que para se salvar do calor, roem o ventre e se afundam nas entranhas do priosioneiro. Os militares que se acham muito maus devem se informar sobre o jornalista Hunter S. Thompson, criador do jornalismo gonzo, e tão violento quanto o mais cruel dos generais. É para pesquisar a vida dele que estou embarcando rumo aos States em breve...
Aliás, odeio gente sem humor... Os meus leitores conterrâneos são muito sérios. Deveriam assistir mais seriados norte-americanos de vez em quando. Além do mais, nem sei porque leem minha coluna, se é para se estressarem e perderem o sono. Por que não vão ler bula de remédio ou o Analista de Bagé? Agora, uma promessa que fiz na minha última coluna vou cumprir: vou jogar um níquel em um cassino em Las Vegas e, se ganhar, vou mandar o prêmio para cada um dos que me xingaram e ameaçaram. Aliás, depois dos últimos episódios eu poderia até pedir exílio político nos Estados Unidos. Já pensou, um exilado político fugido do Brasil em 2012? Pois é, mas existe. O irmão de Celso Daniel, que foi assassinado pela cúpula do PT (conforme o correspondente do New York Times e jornalista super-reconhecido em todo o mundo Larry Rhoter) está na França como exilado político. Aliás, jornalistas têm a função e quase que obrigação de ser oposição: Amaury Ribeiro Júnior detona com os tucanos em Privataria Tucana, Larry Rohter detona os petistas em Deu no New York Times. E eu? Eu nada, escrevo aqui, teoricamente sobre esporte. E cadê o esporte?, deve estar se perguntando o astuto leitor. O esporte está em todo o lugar. O esporte serve para esquecermos a burrice do fanatismo político, religioso e até esportivo! Complexo, não? Bom, encerro por aqui a coluna de hoje. Espero que tenham espirituosidade para sofrer uma pegadinha do Malandro pós-Páscoa. Só espero que a dupla Grenal e a SER não nos apliquem pegadinhas durante esse ano, do tipo, chegar na final e perder para um time bizarro, como o Anapolina ou o Mazembe. Abraço a todos! Quem está de mau humor toma uma de pura, relaxa e, se der, goza. Hasta la revolución! *Texto que será publicado no próximo final de semana no J Missões.

1 Comentários:

  • Acho q não deveria publicar... cuidado, d repente leva um processo... esquece esta história de milicada.... pra q cutucar onça c/vara curta?? Palavras de mamy

    Por Blogger Nara Miriam, às 10 de abril de 2012 04:44  

Postar um comentário

<< Home