.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

O Jesus Cristo da Avenida Ipiranga

Tem gente que porque veste o manto sagrado da RBS, pensa que talvez vá reservar um lugar especial para a sua alma no além-mundo, se joga nas redes sociais para menosprezar o seu público (que aliás, nem é seu, mas sim, da própria RBS). A criatura comenta lá uma merda qualquer, e se é criticada, não responde. Coloca lá que Corinthians e Inter são os dois melhores times nesse início de temporada, e se você pergunta “e o Vasco e o Santos?”, ela finge que não é da sua conta. Aí, em seguida, numa daquelas ondinhas de que “nós, além de jornalistas, somos artistas”, começa a falar em códigos que só eles, os entendidos, decifram os “segredinhos” do que realmente importa no mundo. E você, que era para ser o foco do bagulho, fica a ver navios. Bom, deixemos esses idiotas falando sozinhos! Enquanto ele pensa que é o Nietzsche, o Freud, o Montaigne ou o Isaac Newton do futebol, ele (e outros) não se dá conta de que o seu “sucesso” termina no mesmo instante em que a RBS resolver que ele não presta mais e que há alguém melhor na praça. Ou alguém aí lembra de uma tal de Maria do Carmo? Pois é...
Quando o jornalista se acha estrela, quando ele pensa que é artista, o problema começa. Como disse outra vez um próprio rebeésseteveético Manuel Soares, quem quiser ser artista que faça teatro. Mas tem gente que ainda hoje pensa que, por ser jornalista, é dono da verdade. Ou seja, Inter e Corinthians são os dois times do Brasil nesse início de ano. Ponto. O que você pensa, leitor/ouvinte/telespectador? Foda-se. Pois eis aí que o cara quebra a cara. Hoje em dia não tem mais essa de jornalista dono da verdade. Qualquer imbecil percebe quando há enganação no lance. Qualquer besta se sente a vontade para criticar os “entendidos” do futebol (e de outros assuntos). E encontra lugar, na internet, para fazer tal crítica. Ainda há aquelas pessoas que ligam para a emissora, criticam, batem pé, mas elas estão cada vez mais em extinção.
O cara pensa que, por ter um crachá da RBS, é Jesus Cristo e fica ali, no twitter, postando um monte de verdades, pois EU SOU O CARA DA RBS, SACOU? EU SOU A REENCARNAÇÃO DE JESUS CRISTO! SIGA-ME OU ESTARÁ FODIDO! Acho que é isso que se passa na cabeça de umas bestas humanas que sentam em certas cadeiras na Avenida Ipiranga.
Porra, desçam de seus pedestais e conversem com o seu público, que é quem os sustentam! Deixem a BURRICE de lado! Vocês não passam de um monte de ossos e carnes com massa cinzenta, mas que, após qualquer atropelamento, não deixarão de ser um monte de matéria inanimada, como eu, como o leitor desse blog fantasma, como a mãe do Badanha!
Por hora é isso. Meu estômago não aguenta mais.
Hasta!

2 Comentários:

  • ninguém comentou esse texto, mas o Juremir Machado da Silva, uns dois dias depois dele, falou na cultura o que sintetiza o que escrevi aqui: quem está na RBS pensa que não há vida inteligente fora dela. E ele foi mais longe: "só há nojentos na RBS". Tenho amigos lá, e acho que nem todos sao assim, mas muitos, como esse que citei no texto, são assim.

    legal, eu conversando comigo mesmo. falando sozinho bloguisticamente...

    Por Blogger Eduardo, às 20 de fevereiro de 2012 16:38  

  • kkkkkkkkkkkkk!

    Por Blogger Marcos, às 22 de fevereiro de 2012 12:11  

Postar um comentário

<< Home