.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Cilada

Em “Canibais”, o escritor e jornalista David Coimbra contou a história do açougueiro que morava na Rua do Arvoredo (hoje Fernando Machado) em Porto Alegre que fazia lingüiça com carne humana, transformando parte da população porto-alegrense em canibais involuntariamente. Mas como o açougueiro conseguia matar pessoas sem ser descoberto? Simples, ele usava a sua mulher, que atraia as vítimas até o açougue, onde eram surpreendidas e mortas. Mesmo sabendo que aquele pedaço de carne suculenta feminina era mulher de um açougueiro, as vítimas ficavam cegas de prazer, imaginando as loucuras que seriam vividas dentro da alameda rija da mulher do açougueiro e esqueciam o perigo.
Já no clássico “Caninos brancos”, de Jack London, logo no início do romance uma loba, que parece uma cadela, seduz os seis cães que empurram um trenó para entregá-los aos outros lobos, todos famintos por carne. Mesmo sabendo do provável destino, cão a cão se deixa seduzir pela loba branca cheia de charme e rebolado. Resultado: os seis cães, mais um de seus donos humanos, vão parar dentro da barriga dos lobos.
São muitas as histórias, tanto na literatura, quanto no cinema e na própria vida real, em que homens são seduzidos pelas mulheres (ou cães pelas cadelas) e que perdem a vida ou grandes negócios nessa sedução. No mundo animal, um caso clássico, é o da viúva negra, que, como o nome já diz, termina com a morte do macho após este copular com a fêmea. Na mitologia ficcional, as sereias atraem os homens com seu canto para depois devorá-los. E por aí vai...
No mundo futebolístico a história é parecida, mas ao invés da sedução ser feita com rabos de saia e coxas suculentas, os torcedores se deixam enfeitiçar pelo passado dos ex-craques. Os flamenguistas estão cada dia mais arrependidos de terem investido a alma em Ronaldinho Gaúcho. Além de confirmar, com suas atitudes, que é um pilantra-mercenário, ameaçando não jogar se não receber, faz horas que ele não está jogando absolutamente nada. Só toca a bola de lado e bate falta. Driblar, fazer fila, dar chapeuzinho, etc, isso é coisa do passado. E foi com esses dribles e jogadas mágicas que ele seduziu os torcedores do Flamengo, bem como a mulher do açougueiro seduzia as futuras lingüiças humanas com seu vestidinho marcando as primeiras dobras da nádega.
Vendo o que aconteceu com o Flamengo, a dupla Gre-Nal torce para que Cleber, no Grêmio, e Dagoberto, no Inter, também não venham a ser verdadeiras ciladas futebolísticas. Os dois investiram alto nesses jogadores. O Grêmio deposita em Cleber todas as suas fichas para tirar os atrasos do Gauchão e da Copa do Brasil e para buscar o título inédito da Sul-Americana. Os gremistas estão apostando cegamente nele, da mesma forma que o homem atraído pelo som do canto da sereia acredita que vai viver momentos de prazer e delírio nas suas glândulas de Bartholin. Já os colorados acreditam piamente que Dagoberto, ao lado de Damião, vai ser a felicidade que a loba não foi para os cães em “Caninos Brancos”.
Enfim, enquanto ninguém ainda quebrou a cara seguimos acreditando que tudo é possível. Às vezes é bom se iludir. Quem se ilude é feliz, pelo menos por um momento.
Um bom final de semana a todos.

*Texto publicado no Jornal das Missões de sábado.

2 Comentários:

  • tchê, o MercenáR10 tá mostrando o que vinha mostrando nos últimos anos no futebol europeu... muitos escândalos fora de campo e pouco futebol...

    cada dia fico mais feliz por ele não ter vindo pro Grêmio...

    Sobre o Kleber (é com K, manolo) e Dagoberto... ambos têm chance de dar certo... mas se o D'Ale for mesmo embora do colorado, aí complica muito mais as coisas pros vermelhos...

    no mais... era isso... abraço, manolo!

    Por Blogger Mr. Gomelli, às 19 de janeiro de 2012 18:26  

  • Tchê, eu morei por quatro anos na Fernando Machado, na Casa do Estudante Técnico! A duas quadras desse local! Mas não sei porquê eu achava que essa Rua do Arvoredo era no bairro Navegantes, na hoje Rua do Parque.
    Tão falando do R10 no Inter, Deus nos livre! Tomara que o negócio do D´Ale não dê certo.
    Ah!Se for aquela loira com aquele copo de chopp, até jogo importante!
    KKKKKKK!

    Por Blogger Marcos, às 20 de janeiro de 2012 02:53  

Postar um comentário

<< Home