.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Ronaldinho X-9

Ronaldinho Gaúcho vai jogar no Flamengo em 2011. Caso ele fosse carioca e morasse no morro, teria o tratamento de um X-9. E como tratam os X-9 nos morros cariocas? Simples: levam-no ao pico do morro, torturam durante horas ou dias, sem poupar genitais e outras partes delicadas do corpo (que, inclusive, ganham atenção especial), fazem sangrar mais do que boi em matadouro, e depois que o X-9 já implorou e pediu cinco milhões de vezes perdão pela traição, eles o perdoam, despejando uma rajada de metralhadora na cabeça para depois desossá-lo e jogar seus pedaços no mar ou dá-los de comer aos cães. Entretanto, alguns leitores devem se perguntar: e quem é X-9?
X-9 são os traidores, os que se esquecem do lugar de onde vieram e entregam seus amigos e colegas para os inimigos (que no morro, muitas vezes é a própria polícia). São aqueles que se infiltram em determinados grupos, se fazem de amigos, e depois de conquistada a confiança do grupo vão lá, entregar tudo o que foi dito para os rivais. Você certamente deve conhecer algum X-9 em escala menor. Eu, particularmente, conheço um. Aliás, um não. Uma. É uma maldita delatadora que certa vez... Enfim, deixa pra lá, isso não vem ao caso...
O fato é que Ronaldinho mais uma vez bancou o papel de X-9. Como já tinha destacado nesse mesmo espaço dias atrás, ao correr atrás do ex-ídolo, o Grêmio corria o risco de bancar o Totó do futebol, e, de fato, foi o que aconteceu: sofreu nova traição. Na verdade, acho que essa traição foi muito pior que a primeira. Naquele longínquo 2001, Ronaldinho tinha a desculpa de ser um moleque que não sabia o que fazia e que não poderia desperdiçar a oportunidade de ir para o milionário futebol europeu. Mas dessa vez não é o caso. Ronaldinho está com a vida feita. É estrela do futebol mundial, é dono de um dos principais puteiros de Porto Alegre, é dono de um time de futebol (o Porto Alegre, que está na Série A do Gauchão), é empresário de grupo de pagode e por ai vai. Ia ganhar no Grêmio, se não me engano, algo como R$1,3 milhões por mês. Portanto, dinheiro não é desculpa. Ronaldinho foi para o Flamengo porque é um X-9. É um traíra. Chamá-lo de mercenário é o mais doce dos elogios.
Ficou agora a questão de como o Grêmio vai reagir diante dessa perda dentro de campo. Será que, de fato, a torcida vai apoiar ainda mais o time, como estão prometendo os gremistas? Ou será que, caso venham resultados frustrantes pela frente, não vai ficar aquela sensação de: “bah, se o Ronaldinho tivesse vindo a coisa seria diferente...”. E o que dizer, então, se o Ronaldinho comer a bola no Flamengo? São possibilidades que estão muito próximas do real.
Pelo jeito, nesse ano os gremistas vão ficar mais preocupados em secar ao Flamengo do que ao Inter. Não duvido que não tenha gremista torcendo pelo time do Beira-Rio em algum confronto qualquer entre colorados e rubro-negros (pelo Brasileirão, já que o Flamengo não está na Libertadores).
O Flamengo, agora, é a casa do X-9. E, como dizem os próprios cariocas do morro: lugar de X-9 é no pico! E o pico do Ronaldinho será o Olímpico, mais cedo ou mais tarde.
Boa semana a todos.

*Texto publicado no Jornal das Missões desta terça-feira.

3 Comentários:

  • Eu escrevi sobre esse assunto aqui, ó:

    http://ababeladomundo.wordpress.com/2011/01/04/sobre-futebol-dinheiro-politicagem-idolos-historia-e-camisa/

    Acho que o grande palhaço dessa história é o Odone. Sei que muitos gremistas idolatram o cara e tal, mas acho que ele é muito político. Ele conhecia o Assis. Sabia com quem estava lidando. E tem bastante tempo de vida futebolística pra saber que empresário é empresário, que futebol é outra coisa. Usou a palhaçada toda pra atrair holofotes. E, no final dessa história, a pergunta que não quer calar é: quais os reforços do time para a próxima temporada?

    O Ronaldinho é menos traidor que pusilânime. E o Flamengo não tem nada a ver com essa história. Fez o que qualquer clube teria feito se pudesse. Como disse o Sócrates: foram falar com "o dono do carro": o Milan. E o Milan foi determinante nessa história, não queria sair de mãos abanando. Torcedor é bobo, acredita em paixão e tal. Triste foi o presidente do Grêmio entrar nessa.

    Abraço, cara.

    PS: Só pra constar, não gosto do Flamengo. Acho o time fake. E a torcida, com raras exceções, é arrogante e infiel (veja como crucificaram o Andrade e o Zico, só pra falar da história recente).

    Por Blogger ababeladomundo, às 11 de janeiro de 2011 05:04  

  • mas q eh traíra, eh sim!

    Por Blogger Eduardo, às 11 de janeiro de 2011 08:39  

  • Porra alemao! eu sempre achei que seria melhor o ronaldinho passar longe do gremio.

    aliàs, qdo o dito cujo esteve ali, qual titulo grande ele ganhou? nòs sempre ganhamos com uma equipe equilibrada, sem estrelas. futebol è feito de equipes.

    que và para o flamengo, e deixe a libertadores com renato e cia.

    Por Blogger Zaratustra, às 12 de janeiro de 2011 15:46  

Postar um comentário

<< Home