.

quinta-feira, 1 de março de 2012

Cegueira gremista

Às vezes fico me perguntando se o Odone assiste aos jogos do Grêmio. E o Pelaipe? Sinceramente, acho que não. Qualquer imbecil que assistiu a pelo menos um jogo do Grêmio nesse ano, sabe que o time precisa, antes de qualquer coisa, de no mínimo um meia de qualidade, de preferência para vestir a 10 tricolor. Digo no mínimo, porque na verdade o Grêmio precisa de dois meias que cheguem para serem titulares. E digo dois meias bons, não apostas, como esse argentino que chegou dias atrás e que, pelo que falaram, é mais um meia-atacante do que um meia de criação. Qualquer analfabeto futebolístico sabe que Marquinhos e Marcos Aurélio não dá. É impossível pensar em ganhar sequer um título de turno de Gauchão com um meio-campo desses. E, ao invés de trazer um meia, a direção traz mais um lateral-direito. Agora são três: Gabriel, Mário Fernandes e Pará. Vão montar um time de laterais direitos?
Em entrevista, o Luxemburgo disse que a posição de meia não apresenta muitas alternativas no mercado, e indicou o nome do veterano Alex, 34 anos, ex-Palmeiras e Cruzeiro, e que é ídolo no futebol turco. Acho que valeria a pena investir pesado nele, até porque, time nenhum é campeão sem ter um bom articulador, um cérebro do time. O Inter tem essa figura há tempos: D’Alessandro.
Outra opção, que acho razoável, seria buscar esse meia no futebol do interior. O Grêmio já fez isso no passado e deu muito certo, quando trouxe o Arílson, do Esportivo, e colocou-o ao lado do Carlos Miguel, prata da casa. Foi a melhor dupla de meias da história tricolor. Vendo Novo Hamburgo e Caxias decidindo o primeiro turno do Gauchão, e pensando que houve outros times que deram baile no Grêmio e fizeram melhor campanha, como São José, Cruzeiro e Juventude, fico me perguntando, por que não investir na contratação dos craques desses times? O Novo Hamburgo apresentou para o futebol gaúcho o jovem Clayton. Eis aí, de barbada, uma possível solução para o problema de falta de meia habilidoso no Grêmio. Tem tanta gente boa jogando por aí, no interior, e sendo lançado pelas categorias de base dos clubes que não consigo acreditar que os olheiros do Grêmio não consigam achar, em todo o território nacional, dois meias que joguem mais que os limitadíssimos Marquinhos e Marco Antônio.
CAXIAS – O título do Caxias é a premiação para uma excelente organização. O time da Serra nos últimos anos tem chegado freqüentemente às decisões do Gauchão. Venceu em 2000, foi vice em 2009 e chega novamente na final desse ano. Ou seja, a cada quatro anos, uma decisão, deixando Grêmio ou Inter de fora. Que sirva de inspiração para todos os gestores de clubes do interior.
FUTSAL – Hoje tem teste da Asaf. Fui aluno do técnico Raul nos tempos de colégio e sei que ele vai escolher bem os aprovados. Entretanto, agora sou eu quem dá a dica: Raul, escolha com ousadia.
Um bom final de semana a todos.

* Texto que será publicado no J Missões de sábado se o Grêmio não anunciar a contratação de um meia bom até amanhã.

2 Comentários:

  • O Alex é bom!

    Por Blogger Marcos, às 1 de março de 2012 14:11  

  • manolo, na verdade agora são QUATRO laterais direitos: Mário "Fujão" Fernandes, Gabriel, Edilson e Pará... não entendi também a contratãção desse último... hehe

    os meis a direção segue buscando, mas né, não nadamos em dinheiro... Alex não vem... Cristian Rodrguez do Porto é uma boa alternativa, mas tbm não acredito que venha... então, bom, então resta rezar... esse ano vai ser complicado...

    Quem sabe o Carlos Eduardo se recupera a tempo de jogar e ajudar na Copa do Brasil ainda...

    e tem o meia do Caxias tbm, Wangler, bom de bola... hehe

    flws... abraço!

    Por Blogger Mr. Gomelli, às 3 de março de 2012 13:35  

Postar um comentário

<< Home